Bem consigo mesma

truetoherself

Minha casa nunca fica vazia, algo que tem seu delicioso lado bom. Então aproveitei esse raro momento de solidão e transformei o tal vazio em algo libertador.

Liguei a música bem alta, naquela altura que ninguém consegue conversar, mas que eu escuto a letra lá do último cômodo da casa como se estivesse do lado do rádio.

Tirei meu pijama e coloquei meu biquini. Qual? Podia ser qualquer um, mas optei por aquele que acho um pouco menor e que “meu corpo não cai bem”, como se corpo tivesse que cair bem em alguma coisa e não apenas ser.

Me olhei no espelho e vi todos aqueles pedacinhos que não estavam de acordo com a tal ditadura da beleza. Sempre falei que não estava nem ai para o que os outros falavam, mas me vi inúmeras vezes indo dormir com fome para acabar com a barriga. Ou colocar uma roupa que eu adoro e tirar ela tristemente porque mostrava minhas gordurinhas. Ou colocar calça comprida no calor porque a depilação não estava super em dia (algo que provavelmente só eu enxergava no meio da minha neurose).

Me olhei e me amei. Sentei sem segurar a barriga mesmo e fiquei encarando. Até falei com ela em um diálogo tímido “oi barriga, falam que não devo gostar de você, mas no momento sinto amor”. Brega, eu sei, mas, verdade. Eu, pela primeira vez, amei minha barriga. E assim fui olhando para cada “defeitinho”.

Deitei no chão do quintal para tomar sol. Estiquei os braços e lembrei que não tinha depilado ainda. Dei risada e me senti leve.

Ninguém aqui em casa ligaria para isso, mas eu sim. Eu me sinto incomodada. Não que eu fiquei impecável dentro de casa, mas, certas coisas as pessoas poderiam achar “feio” demais e eu ficaria constrangida com os olhares (imaginários). Na verdade quem achava feio era eu, quem lançava olhares para dentro de mim era eu.

Agora, sozinha e a vontade, sou eu.

E entendi.

Por uma vida sem regras dos outros e as suas próprias.

Com isso tudo, fica a dica do belíssimo trabalho da negahamburguer , ela desenha a mulher real, sem grilos, sem neuras e principalmente: sem regras.

Anúncios

3 opiniões sobre “Bem consigo mesma

  1. Oi! Vim agradecer e retribuir sua visita no meu blog! Eu costumo passar muito tempo sozinha em casa, coisas da vida, por isso sempre que lá vai alguem aproveito bem ao máximo tal como você faz quando se apanha sozinha! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s