Festas e a dificuldade de participar delas

As pessoas queridas me convidam para aniversários (e qualquer outro evento aonde tenham muitas pessoas desconhecidas) e eu fico realmente feliz pelo carinho, mas eu tenho que confessar, mesmo que para mim mesma que tenho uma dificuldade tremenda de participar delas.

Um tempo atrás eu me preparava para tais eventos. Sofria de antecipação, mas engolia o choro. Ia pela amizade e me sentia desconfortável em 90% das vezes. Invejo as pessoas sociáveis, imagino quantas aventuras e pessoas legais elas conhecem diariamente porque sei que ser do jeito que sou me limita em diversas ocasiões, só que sou assim faz 25 anos e não parece que tem um cenário de mudança próxima. Então decidi que em vez de me lamentar por ir ou me culpar por não ir, eu apenas vou aceitar esse meu jeito, e, nossa, isso tem surtido um efeito gigantesco de paz interna.

Esse respeito por mim mesma tem gerado finais de semana caseiros, de pijama de flanela, chá e um livro na mão. Que alterna entre cervejinha no meio da tarde, dançar na sala e dormir no sofá. Conversar com a família, agarrar o namorado e encher de beijos a pequena brisa. Sair? ah, obrigada, mas eu dispenso. To bem aqui na minha vidinha pacata e deliciosa.

Então me desculpem queridos amigos pelos aniversários em que não estive e não estarei, te desejo os parabéns (por mensagem, porque detesto ligar nessas ocasiões) e uma ótima festa. Podemos comemorar depois com um drink no fim da tarde. Ou dê um pulo em casa que será ainda mais gostoso (:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s